Depois do Perigo

 

Depois do perigo 

Meu Deus, e vós meu anjo guardião, eu vos agradeço pelo socorro que me enviastes no perigo que me ameaçou. Que esse perigo seja para mim uma advertência, e que ele me esclareça sobre as faltas que puderam mo atrair. 
Compreendo, Senhor, que a minha vida está em vossas mãos, e que podeis me retirar quando vos aprouver. Inspirai-me, pelos bons Espíritos que me assistem, 0 pensamento de empregar utilmente o tempo que me concedeis ainda neste mundo. 
Meu anjo guardião, sustentai-me na resolução que tomo de reparar os meus erros e de fazer todo o bem que estiver em meu poder, a fim de chegar menos carregado de imperfeições no mundo dos Espíritos, Quando aprouver a Deus me chamar. 

Allan Kardec